Antendimento à população na Alerj aumentou 232% em 2021

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O assunto que mais demandou o serviço foi o Supera RJ, com 3.797 pedidos de informações

Canal de comunicação entre o cidadão e a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, o Alô Alerj realizou 13.985 mil atendimentos em 2021, um aumento de 232% no comparativo com o ano anterior, em que foram feitos 4.200. O assunto mais demandado pela população por meio do serviço foi o Supera RJ, com 3.797 solicitações de informações sobre o benefício. Foi implantado, ainda, o sistema SAC ZAP, que melhorou ainda mais o prazo de resposta ao cidadão.

Entre as principais dúvidas sobre o programa Supera RJ atendidas pelo Alô Alerj estão, por exemplo, questionamentos sobre as regras para conseguir empréstimo para empresas, a liberação do cartão para movimentação bancária dos recursos, e a obtenção do vale-gás, um benefício adicional de R$ 80 que foi aprovado pela Casa e entrou em vigor em outubro de 2021.

Cerca de 80% dos acessos ao Alô Alerj foram feitos pelo WhatsApp e o restante (20%) pelo site www.aloalerj.rj.gov.br ou pelo telefone 0800-022-0008. Outro assunto também muito procurado no Alô Alerj ao longo do ano passado, com 1.325 registros, envolve questões de consumo. Vale lembrar que o Ônibus do Consumidor da Alerj voltou a funcionar em junho do ano passado com atendimento itinerante à população.

Na área de Saúde, assuntos relacionados à pandemia do novo coronavírus também geraram grande procura do Alô Alerj: a maioria dos 473 registros foi para tirar dúvidas sobre o calendário de vacinação e como conseguir a segunda via do comprovante de vacina, especialmente após a exigência do passaporte sanitário para acesso a determinados locais no estado.

Direitos garantidos aos servidores públicos estaduais também produziram grande procura ao Alô Alerj – a maioria queria saber quais leis o Parlamento Fluminense aprovou em 2021, especialmente no âmbito das emendas apresentadas dentro do novo Regime de Recuperação Fiscal ao qual o estado aderiu, após muitos debates promovidos pela Casa. Defesa e proteção dos animais foi um tema também recorrente no Alô Alerj: onde denunciar maus tratos e como resgatar animais soltos nas ruas foram as principais dúvidas dentre os 418 registros.

Informações sobre novas leis aprovadas pela Alerj também foram recorrentes no período. Muitos acessaram o serviço com dúvidas referentes à aprovação de algum projeto de Lei em tramitação na Casa ou sobre a vigência de leis específicas. Houve também questionamentos sobre como apresentar uma sugestão de lei, o que já pode ser feito por meio do aplicativo LegislAqui, que passou a funcionar em setembro de 2021

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS NO SEU EMAIL OU POR WHATSAPP

Mais notícias

Através da Lei 9.515/21, parlamento doou R$ 20 milhões pra restruturação do arquivo municipal e

Embora o Rio de Janeiro produza quase 70% do gás natural do país, Governo federal

A histórica Fazenda Campos Novos fica localizada em Cabo Frio, na Região dos Lagos. O

O deputado André Ceciliano (PT) cumpriu uma extensa agenda política nesta segunda-feira (16/5) nas cidades

Ceciliano defendeu o protagonismo das universidades para recuperação econômica do Rio As ações do presidente

A Comissão Especial de Acompanhamento do Programa Supera RJ, criada pela Assembleia Legislativa do Estado

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), André Ceciliano (PT),