Ceciliano homenageia autor de estudo que evitou perda de R$ 8 bi em royalties

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), o deputado André Ceciliano (PT), realizou nesta terça-feira (08/02) a entrega da Medalha Tiradentes, maior honraria da Casa, ao professor e geólogo Francisco de Assis Dourado, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Dourado é autor do estudo que evitou que o Estado do Rio perdesse R$ 8 bilhões de royalties e participações especiais sobre a produção de petróleo, o que poderia prejudicar 16 municípios do Norte Fluminense.

Para Ceciliano, essa é uma das homenagens mais merecidas de que já participou. “A gente precisa dessa parceria com a universidade. Ela é fundamental para que possamos virar a página de crise no estado e gerar emprego e renda. Só tenho a agradecer à universidade por essa conquista e por outras que virão”, disse o parlamentar.

O estudo desenvolvido por Francisco Dourado foi indispensável para evitar um prejuízo econômico sem precedentes para o Estado do Rio. Em outubro de 2021, o Supremo Tribunal Federal (STF) acolheu, por unanimidade, a defesa da Procuradoria Geral do Estado (PGE-RJ) em ação movida pelo estado do Espírito Santo, evitando o prejuízo bilionário.

 

 

O homenageado disse que o estudo é um instrumento para a solução de problemas do estado. “A universidade é uma ferramenta super importante para resolver problemas do Executivo, do Judiciário e do Legislativo. A universidade está à disposição e a gente quer retornar para a sociedade o que recebemos”, pontuou.

Responsável pelo processo no STF, o procurador-geral do estado, Bruno Dubeux, comemorou a homenagem. “A pauta dos royalties e das participações especiais é uma pauta muito cara para o estado. É muito importante a gente reconhecer e valorizar os servidores que se dedicam a essas grandes causas. Nosso direito era bom, mas de nada adiantaria se a prova produzida não fosse tão bem construída, como foi pelo professor”, comentou.

Francisco é geólogo pela Uerj, onde fez mestrado e doutorado. Atualmente é professor associado da Faculdade de Geologia e chefe do Departamento de Geologia Aplicada, onde é responsável pelas disciplinas de Geotecnologias (SIG).

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS NO SEU EMAIL OU POR WHATSAPP

Mais notícias

Presidenta do PT diz que papel do ex-secretário de Assuntos Federativos vai além da sua

Lei determina a instalação de composteiras orgânicas nas escolas e foi proposta através da plataforma

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputado André Ceciliano

Fotos: Antônio Pinheiro O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva arrastou uma multidão pelas ruas

O Circo Voador, na Lapa, ficou lotado na noite desta quinta-feira (06/10), em um ato

Em clima festivo, o candidato ao Senado pela Federação Brasil da Esperança (PT/PV/PCdoB), André Ceciliano,

Foto: Reprodução / Instagram O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD), votou na manhã deste