Ceciliano participa da cerimônia de posse da nova diretoria da Amaerj

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputado André Ceciliano (PT), participou, nesta segunda-feira (07/02), da cerimônia de posse da nova diretoria da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj), no Tribunal de Justiça do Estado. Fundada há 30 anos, essa será a segunda vez que a associação terá uma mulher à frente do grupo. Quem assumirá o cargo de diretora pelos próximos dois anos é a juíza Eunice Bitencourt Haddad, titular da 24ª Vara Cível do TJ-RJ. Para o presidente da Casa, esse é um grande marco para a história da magistratura e do Rio de Janeiro.

“É uma satisfação enorme ver a associação ser comandada por uma mulher. E acredito que esse será o início de uma longa tradição. Desejo a Eunice muito sucesso e reforço que vamos continuar disponíveis para pensar políticas que atendam à população. A Amaerj pode seguir contando com o nosso apoio”, disse.

Em seu discurso, Ceciliano ainda lembrou que o estado vive um momento delicado com a adesão ao novo Regime de Recuperação Fiscal (RRF) e que a Casa trabalhou na construção de um texto que não tirasse garantias dos servidores. “Não vamos permitir que a União inviabilize ainda mais o Rio. Precisamos lutar pelos nossos profissionais e sabemos que podemos contar com o judiciário para nos apoiar”, garantiu.

O presidente ainda elogiou o trabalho da juíza, Renata Gil, presidente da Associação dos Magistrados do Brasil (AMP), que esteve presente na posse, e trabalhou para que a Lei Federal 178/21- que alterou o Regime de Recuperação Fiscal – não impedisse a realização de concursos públicos nos estados que fossem adotar a nova medida. “O judiciário, junto com a Alerj, fez valer o nosso direito e conseguimos mudar a Lei 178”, concluiu.

 

Novo mandato

A juíza Eunice Haddad vai entrar no lugar do juiz Felipe Gonçalves, que presidiu a Associação desde fevereiro de 2020. Eleita com 526 votos, a magistrada já atua como juíza há 20 anos. “Espero que esse ano consigamos superar essa fase tão traumática para o mundo. Me esforçarei para manter a capacidade de mobilização em uma gestão pautada pela competência e desempenho memorável. O momento ainda é difícil, mas nós temos que nos unir”, afirmou no discurso.

Esta será a 15ª presidência da Amaerj – que tem a função de defender os interesses dos magistrados do Rio e aproximar a população do Tribunal de Justiça. A associação reúne cerca de 1.300 associados e conta com 92 integrantes. O presidente anterior, Felipe Gonçalves, lembrou que esteve à frente da Amaerj em um período delicado com a pandemia, mas agradeceu ao apoio dos poderes Legislativo e Executivo durante o mandato.

“Em tempos tão difíceis, entregamos um trabalho excepcional. Nossas contas estão saudáveis e não paramos de trabalhar, mesmo na pandemia. Agradeço o apoio dos demais poderes que sempre nos ajudaram. Agora a Amaerj está em ótimas mãos, Eunice é uma candidata que uniu o magistrado Fluminense e tem muito a oferecer ainda”, disse Gonçalves.

O atual ministro e presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, disse que apesar de difícil o trabalho da associação o resultado é gratificante. “A vida associativa é uma vida muito dura, mas também muito recompensadora. Gostaria de dizer que estamos caminhando lado a lado e mantendo um crivo voltado à razoabilidade nos assuntos que tangem à magistratura”, afirmou.

O evento contou com a presença do presidente do Tribunal de Justiça, Henrique Figueira; do governador do Rio, Cláudio Castro; dos ministros Luis Felipe Salomão e Antônio Saldanha, do Superior Tribunal de Justiça (STJ); do presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ), Elton Leme, do procurador-geral de Justiça, Luciano Mattos; e do presidente da OAB/RJ, Luciano Bandeira.

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS NO SEU EMAIL OU POR WHATSAPP

Mais notícias

André Ceciliano anunciou que vai se reunir com o Ministério Público e que estuda propor

Através da Lei 9.515/21, parlamento doou R$ 20 milhões pra restruturação do arquivo municipal e

Embora o Rio de Janeiro produza quase 70% do gás natural do país, Governo federal

A histórica Fazenda Campos Novos fica localizada em Cabo Frio, na Região dos Lagos. O

O deputado André Ceciliano (PT) cumpriu uma extensa agenda política nesta segunda-feira (16/5) nas cidades

Ceciliano defendeu o protagonismo das universidades para recuperação econômica do Rio As ações do presidente

A Comissão Especial de Acompanhamento do Programa Supera RJ, criada pela Assembleia Legislativa do Estado