Estado do Rio pode ganhar Programa de Conscientização sobre a Síndrome de Irlen

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Síndrome de Irlen é caracterizada pelo déficit de aprendizado, causado pela dificuldade da atenção, compreensão e memorização durante a leitura. O projeto de lei 2.673/17 cria o Programa de Conscientização e Orientação sobre a Síndrome de Irlen. O texto, de autoria dos deputados André Ceciliano (PT) e Figueiredo (DC), foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) nesta terça-feira (28/08), em segunda discussão. A proposta seguirá para o governador Luiz Fernando Pezão, que tem até 15 dias úteis para sancionar ou vetar.

O projeto determina que o Governo do Estado distribua cartilhas e realize palestras de conscientização sobre a Síndrome de Irlen nos órgãos públicos estaduais, nas escolas públicas e privadas do Estado do Rio e nas unidades de saúde e maternidades fluminenses. O Poder Executivo também poderá realizar convênios e parcerias para instituir as medidas do programa.

“A Síndrome de Irlen ainda é pouco conhecida no Brasil, apesar de já existirem centros de diagnóstico e de tratamento em 42 países. No entanto, um estudo revela que cerca de 46% das pessoas com dificuldades escolares possuem a Síndrome de Irlen, que muitas vezes é confundida com dislexia, déficit de atenção ou autismo”, justifica André Ceciliano.

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS NO SEU EMAIL OU POR WHATSAPP

Mais notícias

Ceciliano defendeu o protagonismo das universidades para recuperação econômica do Rio As ações do presidente

A Comissão Especial de Acompanhamento do Programa Supera RJ, criada pela Assembleia Legislativa do Estado

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), André Ceciliano (PT),

Comissão Parlamentar de Inquérito, presidida pelo deputado Luiz Paulo, vai analisar o compromisso de pagamento

Estado pode ser o primeiro da federação a possuir um plano regional. Medida pretende atrair

 Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta terça-feira (10/05), o Projeto

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputado André Ceciliano