Estudantes selecionados para Olimpíada de Matemática são recebidos na Alerj

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputado André Ceciliano (PT), que ocupa interinamente a função de governador do Estado, recebeu nesta terça-feira (16/11), alunos do Colégio Estadual Marechal Zenóbio da Costaem Nilópolis, que vão participar da Olimpíada de Matemática da China, no próximo dia 20 de novembro. O encontro ocorreu na biblioteca do Palácio Tiradentes, antiga sede da Alerj. Nove estudantes da unidade escolar da Baixada Fluminense serão homenageados com a Medalha Tiradentes, maior horaria do Parlamento fluminense – os seis competidores deste ano e três que foram campeões na edição de Pequim de 2019. Os professores de matemática da escola e a diretora também serão agraciados com o Prêmio Paulo Freire, concedido pela Comissão de Educação da Casa.

“É uma honra para a Alerj poder homenagear os professores, a diretora e os alunos. Não existe serviço público de qualidade sem o servidor. Não existe educação pública sem professor. Nessa pandemia, vocês estão sendo exemplo não só para o Rio, mas para o Brasil. Exemplo que tem que ser replicado em toda a rede pública”, disse Ceciliano.

O colégio, que em quatro anos já conseguiu mais de 200 prêmios nacionais e internacionais em olimpíadas de matemática, física e ciências, é a única escola pública do Sudeste a se classificar para a competição deste ano. Por conta da Pandemia, a Olimpíada será realizada de forma remota. Entre os seis alunos que vão competir, três já participaram da última edição e o restante está competindo pela primeira vez.

Lorenna da Costa Guimarães, de 16 anos, é uma das estreantes. Cursando o segundo ano do Ensino Médio, ela disse que aprendeu a gostar de matemática por conta dos professores da escola. “No início eu não gostava de fazer contas, até que dois professores me abraçaram muito. Na escola eu aprendi que o mundo da matemática é incrível. Com a linguagem matemática, consigo me comunicar com qualquer pessoa do mundo usando poucos símbolos”, exemplificou.

A estudante ainda tem um incentivo a mais, sua irmã, Letícia Maria da Costa Guimarães, de 18 anos, também irá disputar as olimpíadas e é veterana na competição. “Mesmo com a pandemia nós continuamos estudando e apoiei muito minha irmã nessa jornada. Já estou no terceiro ano do Ensino Médio e quero fazer Engenharia de Software, e o projeto me deu uma nova perspectiva de futuro. Tem dias que estou cansada, mas a determinação é a fonte de tudo. E o nosso objetivo é conquistar uma medalha de ouro”, afirmou a estudante.

Além de Lorenna e Letícia, estiveram no café da manhã os estudantes Estevão Rodrigues Ribeiro, Nicolas Vilete Fonseca Linhares, Felipe Rodrigues Ribeiro, Vitoria Camilly Dos Santos Rodrigues, Maria Cláudia Dias Santos, Kaylane Sampaio Pereira da Silva e Rebeca Alves Nunes.

Para se preparar, os alunos fazem parte de um projeto extracurricular, com a supervisão do professor de matemática, Fernando Rocha. Segundo ele, a turma já chegou a ter cem alunos, antes da pandemia e, atualmente, conta com trinta. Para competir, os alunos precisam ter uma boa pontuação nas competições nacionais. Este ano, dos seis classificados, cinco são mulheres e um é homem. “Conseguimos classificar uma única equipe, mas ela está muito bem preparada. Estou orgulhoso do desempenho desses alunos”, elogiou Rocha. Na última edição, em 2019, a escola classificou 18 alunos.

Para a diretora da escola, Elaine Cândido, o maior presente é ver estudantes como Felipe Rodrigues, que participou das olimpíadas de 2017 e 2018, hoje como aluno do curso de matemática aplicada na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). “Não tem nada que nos traga mais felicidade do que isso. Ele fez parte da primeira turma do nosso projeto na escola. Ver eles conquistando benefícios para a vida toda é muito prazeroso”, disse.

Tv Alerj no Enem

O secretário de Estado de Educação (Seeduc), Alexandre Valle, disse que o governo quer investir cada vez mais no setor. “Haverá uma aplicação de recursos na Educação, o governador Cláudio Castro já nos confirmou. Entendemos que a escola precisa pertencer cada vez mais à sociedade”, frisou Valle. Ele também antecipou que a Seeduc fará uma parceria com o Parlamento fluminense, através da TV Alerj, para reforçar as aulas para as provas do Enem, que vão acontecer em novembro e janeiro.

“O presidente Ceciliano está sendo um grande aliado da secretaria de Educação e agradecemos muito por isso”, explicou.

Ceciliano destacou que a Casa está ‘à disposição das secretarias e informou que pretende doar computadores às escolas. “A TV Alerj, assim como a Rádio Alerj, que vamos estrear daqui a pouco, serão instrumentos para o cidadão. Não só no apoio à Educação, como na cobertura do Esporte e do Carnaval, estamos à disposição das secretarias do estado”, concluiu.

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS NO SEU EMAIL OU POR WHATSAPP

Mais notícias

André Ceciliano anunciou que vai se reunir com o Ministério Público e que estuda propor

Através da Lei 9.515/21, parlamento doou R$ 20 milhões pra restruturação do arquivo municipal e

Embora o Rio de Janeiro produza quase 70% do gás natural do país, Governo federal

A histórica Fazenda Campos Novos fica localizada em Cabo Frio, na Região dos Lagos. O

O deputado André Ceciliano (PT) cumpriu uma extensa agenda política nesta segunda-feira (16/5) nas cidades

Ceciliano defendeu o protagonismo das universidades para recuperação econômica do Rio As ações do presidente

A Comissão Especial de Acompanhamento do Programa Supera RJ, criada pela Assembleia Legislativa do Estado