Metrô pode ganhar extensão do Jardim Oceânico ao Terminal Alvorada

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Linha 4 do metrô do Rio pode ganhar uma extensão entre a estação final Jardim Oceânico e o Terminal Alvorada, que reúne algumas das principais linhas de ônibus da cidade, além do serviço de BRT. Aprovado em segunda discussão nesta quinta-feira (09/08), o projeto de lei 2.796/2014 autoriza o Executivo a realizar um estudo de viabilidade técnica para esta alteração na linha. De autoria dos deputados André Ceciliano (PT), presidente em exercício da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), e Luiz Martins (PDT) e da ex-deputada Rosangela Gomes, o texto seguirá para o governador Luiz Fernando Pezão, que terá até 15 dias úteis para decidir pela sanção ou veto da medida.

“Sabemos que o metrô é o meio de transporte mais eficiente e um dos que menos polui. Infelizmente, ele custa muito aos cofres públicos, o que obriga o gestor a avaliar com muito critério a melhor forma de sua implementação”, justificou André Ceciliano. De acordo com o texto, o estudo também deverá avaliar a possibilidade do metrô na superfície e o Executivo poderá usar recursos de empréstimos destinados ao setor de transportes. O estudo de viabilidade de extensão da Linha 4 deverá ser divulgado na imprensa oficial e nos jornais de grande circulação 30 dias após sua realização.

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS NO SEU EMAIL OU POR WHATSAPP

Mais notícias

Presidenta do PT diz que papel do ex-secretário de Assuntos Federativos vai além da sua

Lei determina a instalação de composteiras orgânicas nas escolas e foi proposta através da plataforma

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputado André Ceciliano

Fotos: Antônio Pinheiro O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva arrastou uma multidão pelas ruas

O Circo Voador, na Lapa, ficou lotado na noite desta quinta-feira (06/10), em um ato

Em clima festivo, o candidato ao Senado pela Federação Brasil da Esperança (PT/PV/PCdoB), André Ceciliano,