Negociação entre servidores da saúde e deputados avança sobre o PCCS

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Nova reunião com servidores foi marcada para esta quinta-feira (22/03), ao meio-dia.

Os funcionários da saúde e o presidente em exercício da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), André Ceciliano, chegaram a um acordo para que o projeto de Plano de Carreiras, Cargos e Salários (PCCS) dos servidores da área seja votado pela Casa. As negociações aconteceram durante uma reunião com representantes dos trabalhadores e parlamentares nesta terça-feira (20/03). Os deputados Gustavo Tutuca, Luiz Paulo e Julianelli participaram do encontro.

“A solução que encontramos foi incluir no texto um artigo que determine que a implementação do plano depende da aprovação dos conselheiros do Conselho de Supervisão do Regime de Recuperação Fiscal do Estado do Rio”, explicou Ceciliano. O deputado destacou ainda que o acordo, que contou também com a participação do Governo do Estado, responsável por enviar o projeto à Casa, será apresentada aos líderes partidários da Alerj.

Diálogo aberto

Marilea Ormond, funcionária do Instituto de Assistência aos Servidores do Estado do Rio de Janeiro (Iaserj) e servidora há mais de cinco décadas, é uma das 50 representantes da categoria recebidas pelo presidente em exercício para debater o tema. A funcionária pública destacou a importância do diálogo e afirmou estar satisfeita com o resultado das negociações.
“Ficamos muito felizes de ter essa interlocução e ter nossas reivindicações atendidas. A notícia de que o governador está disposto a enviar a mensagem para Alerj é muito positiva. Estamos com os salários muito defasados, então essa é uma causa de vida ou morte”, afirmou Marilea.

Próximos passos

Com o objetivo de selar o acordo, os parlamentares vão se reunir mais uma vez com os servidores da saúde e integrantes do Executivo estadual na próxima quinta-feira (22/3), ao meio-dia, na Alerj. As pautas debatidas, além da inclusão do artigo, serão o escalonamento do plano que terá um impacto de cerca de R$300 milhões, segundo André Ceciliano. Além disso, a Alerj vai determinar, em parceria com o Executivo, o prazo de implementação da medida. Enquanto isso, os servidores vão buscar o apoio também da bancada federal do Rio de Janeiro e, principalmente, do presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Fonte: Alerj

Acesse o Portal Dia a Dia do deputado estadual André Ceciliano: andrececiliano.net

#AndréCeciliano
#DeputadoEstadual
#Trabalho#Alerj
#LutasPeloRio

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS NO SEU EMAIL OU POR WHATSAPP

Mais notícias

Através da Lei 9.515/21, parlamento doou R$ 20 milhões pra restruturação do arquivo municipal e

Embora o Rio de Janeiro produza quase 70% do gás natural do país, Governo federal

A histórica Fazenda Campos Novos fica localizada em Cabo Frio, na Região dos Lagos. O

O deputado André Ceciliano (PT) cumpriu uma extensa agenda política nesta segunda-feira (16/5) nas cidades

Ceciliano defendeu o protagonismo das universidades para recuperação econômica do Rio As ações do presidente

A Comissão Especial de Acompanhamento do Programa Supera RJ, criada pela Assembleia Legislativa do Estado

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), André Ceciliano (PT),