Palácio Tiradentes inaugura exposição sobre o bicentenário de Teresa Cristina

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Cerimônia teve a participação do presidente da Alerj e do Cônsul-Geral da Itália. Mostra abre ao público nesta terça-feira (15/03).

O Palácio Tiradentes abriu ao público, nesta terça-feira (15/03),  a exposição que homenageia o bicentenário de nascimento da Imperatriz Teresa Cristina, resultado de mais uma parceria da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) com o Consulado Italiano. A mostra ‘As múltiplas faces da Imperatriz: Teresa Cristina em Construção’ foi inaugurada nesta segunda-feira (14/03), pelo presidente da Alerj, André Ceciliano, e pelo Cônsul-Geral da Itália, Paolo Miraglia del Giudice. A exposição tem entrada gratuita e ficará na sala 103 do palácio até o dia 08/04, com visitação sempre das 10h às 17h.

“Esta exposição é mais uma importante oportunidade de abrir o Palácio Tiradentes para o acesso à arte, à cultura e à história do Brasil”, disse o presidente da Alerj. Ceciliano também lembrou que o prédio histórico está sendo restaurado para se transformar, oficialmente, na ´Casa da Democracia Brasileira’.

O cônsul Paolo Miraglia del Giudice disse que, além de exaltar a memória da Imperatriz, a exposição reforça laços históricos e culturais entre a Itália e o Brasil. “Teresa Cristina de Bourbon-Duas Sicílias era uma personalidade multifacetada, com importante trabalho dedicado especialmente à música e à arqueologia. Incentivava a ida de artistas brasileiros para a sua terra natal e patrocinava a vinda de trabalhadores italianos para o território brasileiro”, explicou.

 

Paolo del Giudice destacou, também, a parceria cultural com a Alerj, lembrando que de setembro de 2021 a fevereiro deste ano a Alerj e o Consulado da Itália no Rio promoveram uma exposição em homenagem aos 700 anos da morte de Dante Alighieri para exaltar “A Divina Comédia”, uma das obras literárias mais famosas do mundo.

Coordenadora do Programa de Pós-Graduação de História da Arte da Uerj, Tamara Quírico falou sobre a importância de resgatar a importância de Teresa Cristina não somente como a mulher do Imperador e “mãe dos brasileiros”, mas também como mecenas.

Participaram da cerimônia de abertura da mostra o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira; o diretor do Museu Nacional, Alexander Kellner; o presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), Sérgio Magalhães; o diretor de Cultura da Alerj, Nelson Freitas, e Maria Lúcia Horta Jardim, responsável pelo projeto de transformação do Palácio Tiradentes em Casa da Democracia Brasileira.

A exposição

Os visitantes da exposição “Teresa Cristina em Construção” poderão conferir os figurinos e parte da cenografia usados na novela “Nos tempos do imperador”, cedidos pela TV Globo, além de conhecer um pouco mais sobre Arqueologia, uma das paixões da imperatriz. Entre os destaques estão réplicas dos vestidos da época, usados pela atriz Letícia Sabatella, que interpretou a personagem nas gravações, ambientados em um cenário que remete à exploração arqueológica, com réplicas para escavação.

Uma curiosidade da mostra é a réplica do Trono Daomé, do reino africano, que fez parte de uma exposição em 1889 na França e cuja peça original foi queimada no incéndio do Museu Nacional, em setembro de 2018. Outro destaque é a reprodução do afresco do Templo de Ísis, retirado das ruínas da cidade perdida de Pompeia, destruída pelo vulcão Vesúvio.

 

“Junto com seu irmão, o Rei Ferdinando II, a Imperatriz Teresa Cristina fazia negociações com representantes de diversos países para troca de acervos arqueológicos”, explicou Carolina Nunes, assistente de Curadoria da mostra.

Durante o período da exposição, o público também poderá participar de rodas de conversas e palestras presenciais e virtuais.

Livro infantil

Ao final da cerimônia foram distribuídos aos convidados exemplares do livro infantil “A cidade de Teresa”, que será lançado dia 16 de março também como parte das comemorações promovidas pelo bicentenário. A obra da escritora e ilustradora Ana Maria de Andrade tem selo editorial do Instituto AMA Leitura, parceria com o Consulado-Geral da Itália do Rio e apoio da Secretaria de Cultura de Teresópolis – cidade da Região Serrana cujo nome é uma homenagem à esposa do Imperador D. Pedro II.

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS NO SEU EMAIL OU POR WHATSAPP

Mais notícias

O deputado André Ceciliano (PT) cumpriu uma extensa agenda política nesta segunda-feira (16/5) nas cidades

Ceciliano defendeu o protagonismo das universidades para recuperação econômica do Rio As ações do presidente

A Comissão Especial de Acompanhamento do Programa Supera RJ, criada pela Assembleia Legislativa do Estado

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), André Ceciliano (PT),

Comissão Parlamentar de Inquérito, presidida pelo deputado Luiz Paulo, vai analisar o compromisso de pagamento

Estado pode ser o primeiro da federação a possuir um plano regional. Medida pretende atrair

 Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta terça-feira (10/05), o Projeto