Taxação petróleo pode gerar até R$ 2 bilhões para o Rio

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O portal Petronotícias destacou a proposta de coautoria do deputado André Ceciliano, o projeto de lei 1.046/15, que foi aprovado em dezembro na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), que pode gerar até r$ 2 bilhões ao estado do Rio de Janeiro.

A taxação poderá ser feita mesmo sem a cobrança de royalties sobre o pré-sal, de acordo com o deputado André Ceciliano. O parlamentar aponta para a importância de uma fonte de arrecadação estadual frente ao novo modelo do pré-sal, que gera receitas à União. A arrecadação do projeto poderá ficar entre R$ 1,8 bilhão a R$ 2 bilhões. A finalidade é buscar maiores arrecadações junto ao setor de óleo e gás. O governo do estado do Rio de Janeiro vem avançando na implantação de uma nova taxa sobre o barril de petróleo. Com uma cobrança de R$ 2,71 por unidade e estimado com um potencial para gerar até R$ 2 bilhões em receitas.

Caso seja acatada, a mudança valerá já a partir de 2018. A proposta foi apresentada pelos deputados integrantes da CPI que analisou os efeitos da má gestão da Petrobrás sobre a economia do estado.

Acesse o Portal Dia a Dia do deputado estadual André Ceciliano:
andrececiliano.net

#AndréCeciliano
#DeputadoEstadual
#TrabalhoNaAlerj
#AndréNaImprensa

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS NO SEU EMAIL OU POR WHATSAPP

Mais notícias

Presidenta do PT diz que papel do ex-secretário de Assuntos Federativos vai além da sua

Lei determina a instalação de composteiras orgânicas nas escolas e foi proposta através da plataforma

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputado André Ceciliano

Fotos: Antônio Pinheiro O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva arrastou uma multidão pelas ruas

O Circo Voador, na Lapa, ficou lotado na noite desta quinta-feira (06/10), em um ato

Em clima festivo, o candidato ao Senado pela Federação Brasil da Esperança (PT/PV/PCdoB), André Ceciliano,

Foto: Reprodução / Instagram O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD), votou na manhã deste