Alerj aprova programa para impulsionar turismo com recuperação de prédios históricos

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Com o objetivo de restaurar ou requalificar prédios, equipamentos urbanos e outros atrativos turísticos, o estado do Rio terá o Programa Infratur. A medida é proposta no Projeto de Lei 5.861/22, dos deputados André Ceciliano (PT), Gustavo Tutuca (PP), Márcio Pacheco (PSC) e Max Lemos (PROS), que foi aprovado em discussão única nesta quinta-feira (05/05) pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). O projeto segue para sanção ou veto do governador Cláudio Castro.

Os locais beneficiados deverão ter pelo menos mais de 100 anos, ser tomado por órgão público (como o IPHAN ou o Inepac), integrar roteiros turísticos consagrados e ser relevante culturalmente, esportivamente ou turisticamente (incluindo o turismo religioso e o de negócios).

“O turismo religioso é um fenômeno social que ocorre mediante o deslocamento de pessoas de forma voluntária e temporária com motivação em comum, qual seja, a fé e o credo. Atualmente, a religião e as crenças são apontadas como grandes mobilizadoras e estimuladoras de deslocamentos pelo mundo, sendo responsáveis por elevar o número de turistas a determinados locais com manifestações religiosas marcantes, reflexo da força da fé e das crenças populares”, comentou o deputado André Ceciliano (PT).

O programa prevê desde reformas e recuperações de equipamentos para melhorar a infraestrutura e a acessibilidade até a titulação das propriedades, desde que sejam comprovados os requisitos históricos e a destinação social do imóvel por, pelo menos, 10 anos. As intervenções serão feitas, preferencialmente, pela Secretaria de Estado de Obras e Infraestrutura.

Os locais beneficiados pelo programa deverão, sempre que possível, ter entrada gratuita para o público. Quando for cobrado ingresso de entrada, parte do valor deverá ser aplicada na conservação do local. No caso dos equipamentos privados, eles deverão assegurar o cumprimento das cotas de gratuidade previstas em lei.

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS NO SEU EMAIL OU POR WHATSAPP

Mais notícias

Através da Lei 9.515/21, parlamento doou R$ 20 milhões pra restruturação do arquivo municipal e

Embora o Rio de Janeiro produza quase 70% do gás natural do país, Governo federal

A histórica Fazenda Campos Novos fica localizada em Cabo Frio, na Região dos Lagos. O

O deputado André Ceciliano (PT) cumpriu uma extensa agenda política nesta segunda-feira (16/5) nas cidades

Ceciliano defendeu o protagonismo das universidades para recuperação econômica do Rio As ações do presidente

A Comissão Especial de Acompanhamento do Programa Supera RJ, criada pela Assembleia Legislativa do Estado

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), André Ceciliano (PT),