André repudia agressão

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente da Assembleia Legislativa, André Ceciliano (PT), divulgou nota contra “a política de ódio”, ao comentar a agressão sofrida na manhã deste sábado (16) por um grupo que caminhava junto com os deputados Marcelo Freixo (PSOL) e Jandira Feghali (PCdoB) na praça Saens Pena, na Tijuca.

A deputada federal Jandira Feghali registrou ocorrência na 19a DP contra o deputado Rodrigo Amorim (PTB), que, acompanhado por seguranças e apoiadores supostamente armados, teria arrancado e quebrado bandeiras e ameaçado o grupo que acompanhava Freixo e Jandira.

-Fiquei sabendo há pouco da agressão sofrida pelos companheiros que acompanhavam o deputado Marcelo Freixo e a deputada Jandira Feghali, esta manhã. Eles fizeram bem em não aceitar provocação. Essa política do ódio não pode prevalecer – disse o pré-candidato ao Senado pelo PT.

André Ceciliano disse que Amorim pratica o “marketing do mal:

-Isso tem consequências nefastas, vide o que aconteceu com o companheiro de Foz de Iguaçu. É preciso frear urgentemente essa escalada da violência. A esperança e o amor precisam vencer o ódio.

O caso acontece em meio a uma discussão nacional sobre a violência política nas próximas eleições, principalmente após o assassinato do tesoureiro do PT em Foz do Iguaçu, Marcelo Arruda.

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS NO SEU EMAIL OU POR WHATSAPP

Mais notícias

Presidenta do PT diz que papel do ex-secretário de Assuntos Federativos vai além da sua

Lei determina a instalação de composteiras orgânicas nas escolas e foi proposta através da plataforma

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputado André Ceciliano

Fotos: Antônio Pinheiro O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva arrastou uma multidão pelas ruas

O Circo Voador, na Lapa, ficou lotado na noite desta quinta-feira (06/10), em um ato

Em clima festivo, o candidato ao Senado pela Federação Brasil da Esperança (PT/PV/PCdoB), André Ceciliano,

Foto: Reprodução / Instagram O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD), votou na manhã deste