Lei 7.659/2017 – Exclui laticínios, hortifrutigranjeiros e agricultura familiar, entre outros, do FEEF

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Lei 7.659/2017 promove alterações na Lei 7.428/2016, que instituiu o Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal do Estado do Rio de Janeiro. Quando a lei que criou o FEEF foi aprovada, em agosto de 2016, alguns setores foram excluídos do fundo: micro e pequenas empresas; polo metal-mecânico de Nova Friburgo, indústrias têxtil e moveleira; fábricas de produtos da cesta básica e de material didático; padarias; atacadistas; microcervejarias. Também ficaram e fora as leis estaduais de incentivo à cultura e ao esporte. Em agosto de 2017, os deputados ampliaram esse espectro em votação na Alerj e fizeram alterações na Lei de 2016.  Foram alterados os artigos 1º e 15º e revogado o artigo 3º.

Nesta alteração, retiraram os setores de laticínios, hortifrutigranjeiros e agricultura familiar. Também foram excluídas, concessionárias de automóveis novos e usados; bares e restaurantes; empresas com faturamento até R$ 100 milhões; Micro Empreendedor Individual (MEI); e fabricantes de papel toalha, papel higiênico, guardanapo, fralda e lenço umedecido.

Clique aqui para conferir na íntegra o teor da Lei.

 

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS NO SEU EMAIL OU POR WHATSAPP

Mais notícias

Presidenta do PT diz que papel do ex-secretário de Assuntos Federativos vai além da sua

Lei determina a instalação de composteiras orgânicas nas escolas e foi proposta através da plataforma

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputado André Ceciliano

Fotos: Antônio Pinheiro O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva arrastou uma multidão pelas ruas

O Circo Voador, na Lapa, ficou lotado na noite desta quinta-feira (06/10), em um ato

Em clima festivo, o candidato ao Senado pela Federação Brasil da Esperança (PT/PV/PCdoB), André Ceciliano,