Alerj aprova feriado dos bancários na quarta-feira de cinzas

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O projeto de lei 3433/17 de autoria do deputado e presidente interino da Assembleia Legislativa do Rio, André Ceciliano, foi aprovado em primeira discussão no plenário da Casa na sessão extraordinária desta quarta-feira (07/02). O projeto institui feriado aos bancários na quarta-feira de cinzas. Agora, a proposta irá tramitar pelas Comissões de Constituição e Justiça e de Economia, Indústria e Comércio e em seguida, volta a plenário para discussão final. Se aprovada, o governador terá 15 dias para sancioná-la.

Além de garantir aos bancários uma folga após os festejos de Carnaval, a medida também ajuda a melhorar o trânsito visto que as pessoas terão um dia a mais para pegar a estrada. Além disso, consumidores também ganham um dia a mais para pagarem suas contas.

“Essa é uma reivindicação antiga da categoria e nada mais justo após uma das festas mais importantes do nosso calendário, especialmente para a economia do nosso estado” disse o deputado, lembrando que a medida, se aprovada e se tornar lei, valerá já para o Carnaval de 2019.

Acesse o Portal Dia a Dia do deputado estadual André Ceciliano: andrececiliano.net

#AndréCeciliano
#DeputadoEstadual
#Trabalho #Alerj

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS NO SEU EMAIL OU POR WHATSAPP

Mais notícias

O deputado André Ceciliano (PT) cumpriu uma extensa agenda política nesta segunda-feira (16/5) nas cidades

Ceciliano defendeu o protagonismo das universidades para recuperação econômica do Rio As ações do presidente

A Comissão Especial de Acompanhamento do Programa Supera RJ, criada pela Assembleia Legislativa do Estado

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), André Ceciliano (PT),

Comissão Parlamentar de Inquérito, presidida pelo deputado Luiz Paulo, vai analisar o compromisso de pagamento

Estado pode ser o primeiro da federação a possuir um plano regional. Medida pretende atrair

 Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta terça-feira (10/05), o Projeto